sexta-feira, 27 de maio de 2016

O ESTADO E AS ESCOLAS


Mais um grande tema que tem provocado a revolta do povo, então o estado anda a dar subsídios para as escolas privadas?? Para os betinhos com roupa caríssima e papás com BMW's irem estudar?? Mas que afronta é esta?? Oooopppss pera lá... a roupa cara e os carros topo de gama já não são exclusivos da classe alta, certo? Hoje em dia qualquer borra botas anda montado num carro de 40.000€ e calça uns ténis de 150€... Muitos se calhar à pala dos subsídios de integração social ou de negócios ilícitos, bem mas isso é outro tema, aqui interessa mesmo é a educação. Começo por dizer que estou completamente à vontade pois sempre estudei em escolas públicas e o meu filho provavelmente também irá estudar. Mas claro está que nesta discussão onde os fervorosos seguidores das mortáguas e companhia não querem ver é que nem tudo é tão linear como "se há uma escola pública os filhinhos que vão para lá". Defendo e sempre defendi que os miúdos devem ter amigos de todas as classes sociais por isso não acho que se deva discutir sequer que certos pais ponham os filhos no privado para não estarem em contacto com putos com menos posses, para mim isto é um discurso à falhado e ressabiado que com certeza tem algum complexo de não conseguir subir na vida. Para mim a questão fundamental chama-se "Educação", coisa que nos falta em demasia!! E curiosamente essa falta vem na maior parte das vezes das escolas públicas que tão defendidas são agora. Há Escolas públicas excelentes, há escolas públicas más demais e eu enquanto pai quero escolher uma boa escola para o meu filho, mais, quero que todos os pais escolham a melhor escola para os seus filhos pois isso só vai tornar o nosso país melhor! Resumidamente, enquanto contribuinte, enquanto pai estou-me literalmente a cagar se o dinheiro dos meus impostos vai para uma escola pública ou privada, até porque o preço por aluno é o mesmo, o que eu quero mesmo é que o meu dinheiro seja investido em educação. Quero que os pais possam escolher o melhor sítio para os seus filhos estudarem e se tornarem melhores pessoas. Com mais educação seremos um melhor país, com menos extremistas. Extremistas que nem querem perceber que estas escolas privadas fazem parte da rede pública!! Não deixo também de achar alguma piada que a maior parte dos ofendidos (que ao que parece só agora descobriram que o estado subsidiava alguns colégios) não se sintam revoltados por exemplo com a nova cidade do futebol no Estádio nacional, que além de ter custado milhões foi pago do nosso bolso, que não se sintam ofendidos com os milhões que os clubes de futebol devem ao fisco, com o estado das nossas estradas e ruas, com o pagamentos de SCUTS, com a emel, com as inpecções periódicas que são verdadeiros centros de corrupção, com os 17 milhões que o estado quer dar aos taxistas... Estamos definitivamente num mundo ao contrário, pois cortar na educação, seja ela sob a forma privada ou pública não faz sentido nenhum.

sexta-feira, 20 de maio de 2016

O PHOTOSHOP DE STEVE MCURRY


E pronto, eis que de repente cai mais um ídolo por terra... Steve Mccurry é apanhado nas malhas do Photoshop. Para mim a sensação é igual aquela que temos quando um desportista que admiramos é apanhado com doping, sem tirar nem pôr. Ao que parece uma foto menos bem retocada deixou um poste deslocado na foto e a partir daí começaram a investigar algumas fotos do mestre Steve Mccurry, aquele que todos conhecem por ter feito a fotografia da menina Afegã. Depois, entra claro a argumentação que desde sempre se manipularam fotografias, se apagaram pessoas, se retocaram sombras e afins. Eu continuo a achar que tem tudo a ver com bom senso, como aliás tudo na vida. No caso particular do Steve, acho que é um abuso do caraças, depois de ver este video sobre como ele retoca imagens, acho demasiada intervenção nas fotos, acho que não há necessidade para tanto. Admito que fotógrafos de moda o façam, estão a criar um imaginário, estão a vender alguém ou um produto, mas um fotógrafo de rua, um fotógrafo da vida custa-me... Não é o instante decisivo a magia da fotografia? não é o congelar daquele milésimo de segundo que faz a diferença? pelos visto parece que não, quantas fotos não perdi já eu porque alguém estava atrás a estragar o enquadramento, ou passou um carro na altura errada, ou o passo das pessoas não estava certo... Mas é isso que me dá pica para fotografar, esse jogo do gato e do rato, procurar o melhor momento para fazer a foto, qual presa e predador. E mesmo que me digam, "eh pa, ele só apagou 3 pessoas da foto e dois postes, isso não é nada" então eu pergunto, se apagar não tem problema, acrescentar tem? É que então começamos a acrescentar elementos às fotografias para as compor melhor... Passamos rapidamente da fotografia à pintura ou pós produção. Pior é que ele nem precisava de fazer isto com as fotos, poderia não ter a foto perfeita mas ter uma foto boa, o que até faz mais sentido visto que vivemos num mundo que está longe da perfeição. Mccurry Começou a carreira como fotojornalista, fez o seu trajecto pela via analógica e sempre foi um excelente fotógrafo. Tenho um porrada de livros dele, que adoro!! mas a partir deste momento irei sempre olhar para a sua obra de maneira diferente, serão aquelas cores verdadeiras? será que esta fotografia é mesmo assim?...

sexta-feira, 13 de maio de 2016

ART & MOTO


Pessoal começa hoje a Art & Moto a maior exposição de arte e motos do país. Na parte da arte podem ver uma exposição minha, peças do Mário belém e do ram, motos da Capelos e fotografias do Max. Não percam, tudo leva a crer que vai ser brutal, o ano passado foi assim.
Esperamos lá por vocês, LX factory armazém grande!

quinta-feira, 12 de maio de 2016

O BULLIYNG


Os tempo mudam, os nomes e as acções também. O que antes era gozar, agora é bulliyng, aliás agora é tudo bulliyng. Pregar uma partida é bulliyng, "dar baile" a alguém é bulliyng, é tanto bulliyng que até chateia. Serei sempre a favor de salvaguardar as crianças, mas às vezes acho que caminhamos para um sitio onde as crianças já não se sabem defender sozinhas, são super protegidas pelos pais e o bulliyng que não sofrem na adolescência acabam por sofrer nos locais de trabalho. É um tema que dá pano para mangas, até porque há situações que são mesmo chatas e graves que acabam por se confundir com situações corriqueiras de crianças a fazerem o que sabem fazer melhor, porcaria:) Escrevo este texto porque tal como fazem com o cancro, anda agora um texto que toda a gente partilha no seu mural que diz o seguinte "Atenção mães e pais, e quem ainda não o é. Isto é muito grave. Há meninos e meninas que ninguém convida para os aniversários. Há crianças que na escola ficam à parte porque não aprendem tão rápido ou dão mais trabalho. Há crianças com deficiência que querem pertencer a uma equipe, mas não os recebem, porque é mais importante ganhar que formar crianças. Crianças com necessidades educativas especiais não são raros ou estranhos. Eles só querem o que todos os outros querem: ser aceites!!! Querem que gostem e querem que os ajudem a acreditar que são capazes! Posso fazer uma pergunta? Há alguém disposto a copiar e colar isto em honra de todas as crianças que merecem uma oportunidade? Ser feliz é muito mais importante do que ser um bom aluno ou bonito." Eu gostava que alguma das pessoas que cola isto no seu mural me dissesse por A+B como está ajudar as ditas crianças... colam isto no mural e estão a ajudar, é isso? Quantas das pessoas que mete isto no seu mural se voluntariou para ajudar um colega dos seus filhos que tenha dificuldades? quantos dos que colaram isto no seu mural convidou aquela criança com quem ninguém se dá para ir a uma festa de anos? Quantas destas pessoas é capaz de assumir que é uma hipócrita e que depois de colar isto no seu mural nunca mais pensou neste assunto? ;) pensem um bocado nisto, é que ser feliz e fazer os outros felizes é mais importante do que fazer de conta no facebook.

segunda-feira, 9 de maio de 2016

FOR THOSE ABOUT TO ROCK...


Depois do choque inicial de perceber que era o Axl Rose o vocalista de AC/DC, acabei por ir ver o concerto. Para o bem ou para o mal iria ser único e não queria perder isso. Agora depois do concerto, de um bom concerto, vejo que seria difícil o Axl estragar aquilo tudo, os AC/DC são enormes, bem maiores do que o Axl alguma vez será, além do mais quem é o Axl ao pé do Angus? O gordito até esteve bem, sabe cantar e diria que a sua voz aguentou-se bem até perto do final, onde realmente começou a ficar mais esganiçada e já pouco se percebia o que dizia. Mas a bem da verdade, quando estamos num concerto de uma banda que ouvimos há 30 anos, em que sabemos as músicas todas e essas nos trazem recordações incríveis, esteja lá quem estiver a cantar aquilo vai correr sempre bem, aliás até em programas de TV nós curtimos ouvir AC/DC. Por isso na minha singela opinião, AC/DC deram um grande espéctaculo como seria de esperar, o Angus é um gigante e nem imagino o material que aos sessenta e tal anos lhe dá aquela pedalada para correr kms em cima do palco, o Axl continua igual a si próprio, um cromo do pior cheio de brilhante e acessórios bem ao estilo "hardrock" gordo que nem um texugo e graças a todos os deuses o homem tinha a perna partida e acho que isso contribuiu e muito para ele ter estado bem em palco. Em primeiro lugar o facto de estar sentado não o fez perder o fôlego, afastou-o dos écrans gigantes dando o merecido protagonismo ao Angus e muito importante... poupou-nos às suas danças e trejeitos de estrela... Foram 65€ bem gastos e uma boa noite de rockalhada! \w/

sexta-feira, 29 de abril de 2016

A ESCOLA, A EDUCAÇÃO, A REVOLUÇÃO


Depois de ver este excerto do novo documentário de Michael Moore sobre a educação na Finlândia voltei a um tema que sempre me ocupou a cabeça, o nosso sistema educacional e merda que ele é. Aliás bastou-me ter sido estudante uma porrada de anos, ter passado sempre, concluído um curso superior e não me lembrar de quase nada para perceber que alguma coisa está mal na maneira como se ensina. Lembro-me de um professor de Filosofia que tive, que realmente me marcou pela forma como ensinava, de resto... Tenho sérias dúvidas. No secundário, abusa-se da autoridade, somos putos e os professores acham-se intocáveis, não nos querem perceber e acham que somos todos iguais, não se motiva um aluno de maneira diferente de outro... não interessa, matéria dada, TPC's passados e siga para bingo. Na universidade, já é tudo adulto e a balda é total, aliás foram os melhores 4 anos de férias que tive, muito por culpa de professores que nem no mercado de trabalho estavam, por nos obrigarem a fazer trabalhos com técnicas que se usavam 40 anos antes e não nos explicarem para o futuro. Aliás 90% deles nem para o presente nos conseguiam motivar, já agora estudei no IADE, uma suposta universidade criativa, hahahahhahahaha que ridículo pensar nisso a esta distância. Hoje em dia tenho um filho com 7 meses e preocupa-me como vai ser a educação escolar dele. Tenho uma adolescente de 14 em casa e vejo bem a anormalidade que se faz nas escolas. Um simples exemplo é que numa disciplina supostamente criativa (EVT) uma miúda que faz uma capa da pasta de trabalhos diferente da que a professora escolheu, tem negativa... Se a professora justifica porque ela não pode usar a capa que desenhou? claro que não justifica porque para ela a sua palavra é uma ordem não é uma orientação. Os miúdos devem interrogar, devem ter dúvidas, devem procurar caminhos diferentes!! só assim se encontram.. Eu vejo bem a quantidade de TPC que os putos trazem, vejo bem o peso que carregam todos os dias às costas com a quantidade de livros e cadernos, vejo bem que pouco tempo livre lhes resta para brincar, no entanto na ultima reunião de pais uma mãezinha pediu à professora de matemática para dobrar a dose de TPC's porque a filha não está a aprender, resultado.. mais trabalhos para todos os alunos. Eu quero acima de tudo que o meu filho seja feliz, que aprenda valores em vez de empinar matéria, que corra, brinque e ria até mais não, que saiba que é muito importante estudar, tanto quanto se sujar todo de terra e rasgar os joelhos. Quero que ele tenha prazer em aprender, porque na verdade aprender é o melhor que há e tem de ser feito com prazer. Quando olho para a nossa sociedade parece-me tudo ao contrário, todos querem os filhos uns génios, obedientes e que dêem pouco trabalho, todos vivem na ilusão que quanto mais apertarem com os putos melhor profissionais vão ser no futuro... esquecem-se que às vezes o importante é jantarem sem a tv ligada e conversarem sobre o dia que passou... Que mais que lhes dar um ipad ou iphone para a mão (que admito ser inevitável a um certo ponto) é muito melhor sentar no chão e brincar com eles. Se queremos uma sociedade a sério, com valores, com entreajuda, podemos começar pela educação, não?

terça-feira, 26 de abril de 2016

COREIA DO NORTE À SUCAPA


Como todos sabemos, fotografar ou fazer seja o que for na Coreia do Norte é muito complicado. Mas o Michal Huniewicz fez o improvável e fotografou o país à sucapa, habilitando-se a uma pena de prisão nada meiga. As fotografias não são incríveis, mas tendo em conta o perigo que é fotografar lá... provavelmente é do melhor que temos visto. Passem pelo site e vejam a história do embuste que é aquele país e é normal interrogarem-se porque razão quererá aquele país investir uma bomba atómica...