terça-feira, 29 de janeiro de 2013

OS LOUROS A QUEM MERECE

E pronto, Portugal volta a estar nas bocas do mundo pelas ondas da Nazaré. Há 3 anos um Havaiano aterrou em Portugal e fez um contrato com a ZON, a partir daí foi sempre a subir a popularidade da terra (e ainda bem), da zon (ainda mal), e dele próprio. Ele diz que surfou a maior onda do mundo, os peritos do Guiness certificaram. Este ano volta para bater o record. Para quem está de fora, e continua muito impressionado com os feitos do Havaiano, provavelmente porque não sabe da história a metade, e deixou passar despercebido o grande homem do dia. António Silva, um puto da Praia Grande (sim a mesma praia que formou o Nic Von Rupp e o João Macedo). O António até nem gosta muito de surfar na Nazaré, segundo ele para fazer snowboard, é preferivel ir até à neve (para quem não percebe a analogia, a onda da nazaré apanhada com mota de água é quase como descer uma montanha de snowboard, coisa não muito dificil para eles portanto), mas com este circo todo montado, ir à Nazaré é sem dúvida a melhor maneira de dar retorno aos patrocinadores. O António foi, levou a sua mota de água e o seu companheiro de tow-in (Ramon). Entraram na água estava o circo montado havia duas horas. O Toni vai lá fora, apanha a maior onda do dia, e diga-se de passagem a única que rebentou, pois a do Garret mal quebrou, desceu-a toda arrumou a trouxa e veio-se embora. Agora alguém me consegue explicar porque só se ouve falar em Garret Macnamara e em ZON?? mais... alguém me consegue explicar porque por portas e travessas se vem saber que a ZON difculta o trabalho dos fotógrafos que não estão a fotografar o Garret? alguém me explica porque carga de água o Garret tem mais protagonismo na nossa terra que os nossos próprios surfistas? Há um mês atrás tive o prazer de ver in loco o shane Dorian (um dos melhores do mundo a surfar ondas grandes), a apanhar na Nazaré a maior onda a remar que foi apanhada até à data, que sem querer foi uma chapada de luva branca ao Garret, e agora o nosso Toni vai lá dar a segunda chapada de luva branca e mostrar que na nossa casa mandamos nós. Serve este post apenas para dizer, que na minha opinião, e embora tenha consciência que isto é bom para a Nazaré, deviamos dar os louros a quem os merece. neste caso os louros são do António Silva e do Ramon. A sede de protagonismo torna as pessoas cegas, e não é por acaso que há cerca de 2/3 meses o Garret fez uma interferência a outro surfista numa onda gigante e o ia praticamente matando. O mérito da onda do Garret de ontem deve-se ao Tó Mané, que encontrou um angulo incrivel e para mim fez das melhores fotos já feitas na Nazaré. O prémio de homem com bolas maiores, vai certamente para o Toni, aquele puto espigado da Praia Grande que não quer provar nada a ninguém, mas que acabou por mostrar a todos como se faz! Bora Toni rebenta com eles!!! :D foto 1: Antonio Silva ©Diogo D'Orey foto 2: mancanamara ©tó mané

13 comentários:

Anónimo disse...

Sinceramente, e embora perceba o teu ponto de vista, não há qualquer comparação entre a onda do António Silva e a do Garrett. Acho muito bem que se valorize aquilo que é nosso, e por isso temos que valorizar de forma verdadeira. Da mesma maneira que foi errado dizer-se que a onda do Garrett o ano passado tinha 30 metros e que era a maior onda se sempre, é errado dizer-se que a onda do Toni é maior que a do Garrett e por consequência provavelmente a maior de sempre. Não só é mentira como é desonestidade. Os louros sim, mas com verdade!!

Anónimo disse...

Aliás, para complementar o meu comentário anterior, uma vez que a única fotografia que temos da onda do António Silva a onda já rebentou, será necessário ver-se uma fotografia do momento onde a onda antingiu o seu pico máximo de altura, para a podermos comparar com a do Garrett. Para bem do surf português, espero que essa fotografia apareça e que afinal proves ter razão no teu comnetário.

Anónimo disse...

Da próxima vez que o António o for fazer, só tem de informar todas as redacções nacionais, ou apenas a Lusa que se encarregará de o fazer. Parece-me é que ele não quis esse protagonismo...

Palavras Salgadas disse...

E o Porkito e o Faustino sem moto de água?

sergio batista disse...

obrigado por inforamares o pessoal.. nao conhecia esta informaçao...

portugueses power lol :D

sergio batista disse...

Obrigado por este pequeno pormenor ... que faz a grande diferença...

Anónimo disse...

Subscrevo inteiramente. O Garrett vive mais da publicidade do que dos feitos. Ninguém diz que o gajo não tenha coragem. Eu certamente não entraria no mar com aquelas condições. Mesmo com water patrol por todo o lado. Mas é triste é ver outros surfistas tão ou mais atirados, a surfar as mesmas ondas e até nos mesmos dias a terem pouco ou nenhum reconhecimento público. É perguntar a uma das milhares de pessoas pelas redes sociais fora que andam a "repostar" o Garrett se ouviram falar do Rusty ou do Greg Long. Ou mesmo do Mike Parsons que ainda a semana passada fraturou uma vértebra em Ocean Beach e que para mim continua a ter a maior onda surfada (continuo a achar que a onda dele em Cortes Bank era maior que a do Garrett na Nazaré). Ou se sabem quem é o António Silva ou o João Macedo. Enfim, não é nada de novo num mundo onde o mass marketing faz toda a diferença. Mas tudo bem. Ele que tenha o spotlight no mundo dos mass media. Porque no meio dos surf media e de quem está por dentro, sabe-se bem quem é o Garrett e o que ele vale. Como também sabemos bem quem são os verdadeiros watermen.
Uma correção: o incidente com o Greg Long não foi há 2/3 meses. Foi no mês passado. O que ainda é mais grave, porque disso ninguém fala. Conheço o Rusty e falei com ele sobre o que se passou em Cortes. Claro que o Greg, sendo a pessoa que é, não culpou publicamente o Garrett. E é verdade que já todos dropinámos alguém inadvertidamente num momento ou outro. Pode acontecer. Mas acontecer em ondas como Cortes Bank é inadmissível. Ainda mais por alguém se auto-proclama tão preocupado e concentrado com a segurança dentro de água.

André carvalho disse...

caro anónimo, tens toda a razão! a onda do António já rebentou, os primeiros frames estão certamente guardados para uma melhor utilização dos mesmos. E tens razão outra vez, não há comparação... a onda do Antonio rebentou, a do Garret não chegou a rebentar. Acho que está tudo dito não?

já agora lê isto, pode ser que fiques mais esclarecido.

http://www.ionline.pt/desporto/antonio-silva-surfista-dropou-ondas-mcnamara-mundo-nao-viu

Anónimo disse...

só os cegos é podem acreditar nisto aonde é que a praia da Nazaré fica? Porque é que a RIP CURL nao faz o campeonato do Mundo na Nazaré?

Anónimo disse...

quantos portugueses conheciam garret ou conhecem dorian, logan etc , mt poucos sabem lá o q é a sensação ou o perigo de surfar uma onda de 2 ou 30 metros !Creio q mediatismo pontual , todos o procuram , ate ás vezes os mais puristas no mundo do surf,os patrocinios assim os obrigam, quer ao garret , dorian e antónio silva , sujeitar-se ou serem tirados dos apoios financeiros. Primeiro não foi o garret q nos procurou mas sim nós a ele - a nazaré - até lá nenhum surfista portugues ou estrangeiro ousou surfar estas ondas grandes neste tamanho, claro, e se ele - garret - contribui, sim é verdade q contribuiu e temos q ser gratos por isso, acho eu, trouxe á nazaré e ao desporto de surf em portugal muitas mais valias, tal como o campeonato em peniche ou a reserva de surf em ericeira,a gratidao tb fica bem de vez em quando e se ele tirou partido , é porque o merece. Antonio silva e muitos portugueses surfistas , pro ou freesurfers realmente são desvalorizados no panorama internacional, mas se querem ir mais além a meu ver não é a dizer "eu nem gosto de surfar na nazaré e para fazer snowboard vou pras montanhas", é português deveria saber cultivar aquilo q portugal tem de bom, nesse pormenor o garret q é estranjeiro é mais grato ao q nós temos e ao que lhe foi dado. E se os portugueses ficam sempre pra tras , que começem a ter iniciativa própria , como garret, de vir a portugal surfar aquilo q nós não surfavamos até este ter aparecido.tb gostava de saber q um portugues andava a surfar altos picos jamais surfado noutro pais. Garret não é nem melhor ou pior surfista q os portugueses ou outros de renome e faz asneira como todos nós .

Anónimo disse...

Penso que é deselegante a forma como o André Carvalho expõe os factos. Acho que não há necessidade nenhuma de, para elevar o grande feito do António Silva, diminuir o Garret Macnamara enquanto surfista e tecer até apontamentos ao seu caracter, como a situação com o Greg Long. Não é desta forma, com um texto a rossar o destrutivo, que se valoriza alguma coisa ou alguem. É que nem o Atónio Silva sai valorizado deste texto...pois ficámos a saber que nem gosta muito de surfar na Nazaré, prefere fazer snowboard do que surfar ali, e não quer ter protagonismo. Ora então se assim é, porquê este alarido todo do André Carvalho sobre a "suposta falta" de reconhecimento das ondas do António?

José Miguel Nunes disse...

A minha opinião sobre o assunto Nazaré/Mcnamara/ZON:

http://penichesurfnews.weebly.com/2/post/2013/02/a-nazar-a-onda-e-a-teta-da-vaca.html

André carvalho disse...

Caro anónimo, eu também penso que é deselegante a organização da ZON não permitir fotógrafos no forte, excepção feita aos da sua comitiva. Também acho deselegante o Gmac querer controlar a zona de ondas para bater os seus records. O António Silva, bem como todos os surfistas profissionais querem reconhecimento,obviamente. Não estão provavelmente é dispostos certo tipo de teatros para o conseguirem. O que aconteceu com o Greg Long foi falado em todo o mundo, menos cá, porquê? talvez porque não seria muito abonatório para a imagem do senhor MAc.
De qualquer maneira caro anónimo, leia este link do José Nunes e ficará mais elucidado.
http://penichesurfnews.weebly.com/2/post/2013/02/a-nazar-a-onda-e-a-teta-da-vaca.html

Por ultimo, também acho deselegante fazer comentários escondido atrás do anonimato.

Fique bem