quarta-feira, 17 de novembro de 2010

AS CORRENTES FACEBOOKIANAS


É assumido que não vou muito à bola com estas correntes do facebook.
"agora é tudo a meter bonecos" "agora as meninas digam onde deixam a mala" e etc etc etc... e o pessoal vai sempre todo atrás.
Na verdade acho que o facebook tem coisas interessantes, tais como criar um networking, reencontrar amigos antigos, divulgar trabalho e ter aquela falsa sensação, de que por vermos todos os dias um avatar achamos que mantemos o contacto com os amigos, o que nem sempre é verdade, pois as amizades carecem de algo mais do que o contacto virtual.
Hoje quando entrei no facebook, li um post de um amigo meu o qual vou copiar aqui, que me fez algum sentido e que acho que muitos deviam ler, porque ao fim ao cabo ninguém nunca se interroga sobre nada nem questiona nada, apenas se limitam a agir como os bonecos que metem no avatar:)
POST:
"Acho que seria importante, antes de fazer estas correntes que o pessoal a
maior parte das vezes segue sem questionar, perceber de onde vem esta ideia e
qual o real objectivo por trás dela. Inicialmente era de um jornalista da RTP,
afinal não é!! Afinal até é um movimento internacional. Se bem me recordo um dos
motivos em que o Facebook inicialmente fez a diferença foi que era um sítio onde
as pessoas davam a cara, ou seja, não estávamos a ver avatares mas sim as
próprias pessoas. Quem poderá realmente ter interesse em que o FB se encha de
bonecada de infância? Todos sabem que há um número gigantesco de menores, e
mesmo crianças, no facebook. Normalmente para proteger a privacidade, usam no
perfil imagens de BD/personagens de ficção. Ora se todos fizerem o mesmo, o FB
vai parecer um paraíso para estas crianças. Agora PENSEM : QUEM É QUE BENEFICIA
DE UM FACEBOOK CHEIO DESTES PERFIS???? Quantos pedófilos não estarão neste
momento nas sete quintas a coleccionar pequenos amigos? Qual a criança que
recusa um pedido de amizade da Cinderela ou da Pequena Sereia????"

6 comentários:

CAP CRÉUS disse...

Concordo contigo e as únicas correntes que sigo, são que podem servir para ajudar os animais.
Por azar, e sobre esta corrente específica, na véspera tinha metido uma foto minha com uma máscara de uma figura animada dos anos 80.
Quanto ao raciocinio do teu amigo. Pode ter razão, mas os paizinhos das crianças que tomem atenção ao que os filhos andam a fazer na net. Já que é uma obrigação de Pai e de Mãe.
Abraço

maria inês disse...

eu já nem ia tão longe, ficava-me apenas pela parvoíce da coisa. inês dislikes:)

Anónimo disse...

Teorias da conspiração...

Lígia Paz disse...

Concordo contigo relativamente a alguma superficialidade do Facebook, é mais uma ferramenta que depende do uso que se lhe dá... essa sensação de manter contacto com algumas pessoas às vezes é reconfortante (mas por acaso a maioria dos meus melhores amigos não usam o FB).

Agora em relação aos putos, tb acho que os pais devem controlar muito bem a cena. Putos-putos, em idade de desenhos animados, nem pensar (aliás, para quê?); putos adolescentes, há que controlar a coisa, incutir-lhes bom-senso e, bom, ter sorte. Eu nem quero pensar no que me teria acontecido a mim se um gajo com quem comecei a trocar cartas na era pré-internet fosse na realidade um velho baboso e pedófilo. É que só montes de anos depois é que tive mesmo a certeza que não era!! :)

Parabéns pelas fotos, André, e beijitos!

Anónimo disse...

Com essa necessidade de ser diferente por vezes cais no ridiculo, ...... :\
Não segues estas modas segues outras , a de querer ser original á força!! quanto aos pedofilos: RIDICULO,foi um dia :))

André carvalho disse...

anónimo/a claro que todos seguimos modas, e isso não é necessariamente mau. Uma corrente não é uma moda... mas ridiculo é vires fazer comentários e esconderes-te atrás do anonimato:)

Eu não quero ser diferente... mas também não tenho de ser igual a todos.