quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

ASP SUCKS


Já o Bobby Martinez o dizia e com razão. Nunca simpatizei muito com a ASP, porque sempre a vi como castradora monopolizadora e pouco respeitadora, mas esta parece-me a gota de água. A ASP prepara-se para ficar com os direitos de todas as fotografias, videos e audio captados por jornalistas que estejam acreditados nos seus eventos. Ou seja, se eu pedir uma acreditação para fotografar, as fotografias que eu tirar no recinto serão propriedade dela (ASP). Isto é ultrajante e uma ofensa a quem trabalha. Da parte que me toca não me aquece nem me arrefece, pois nem fotografo campeonatos. Mas ao ler esta entrevista ao Joli, fotógrafo do tour há 20 anos e o fotógrafo que "apenas" tem o maior arquivo de sempre da história da ASP, percebe-se que as coisas não estão definitivamente a mudar para melhor. O Joli tem a maior base de dados fotográfica de todo o mundo de campeonatos de surf, construiu a sua carreira com muito trabalho e diga-se de passagem que a ASP lhe deve muito. Primeiro porque suponho que nunca lhe pagou, segundo porque o alcance que a ASP sempre teve graças a ele é gigante. Todos os fotógrafos deveriam ler esta entrevista e pensar duas vezes que se realmente querem ser chamados disso, têm que começar a não oferecer o seu trabalho. Eu sei, eu sei que estou sempre a bater na mesma tecla, mas fodasse quando é que vão acordar para a vida? quando é que vão perceber que não é com likes e partilhas que vão meter comida na mesa? Mais, quando é que vão começar a perceber que a ordem lógica das coisas não é oferecer primeiro para cobrar depois?! é aprender primeiro e sim, cobrar depois. A ASP tem tido atitudes de merda e esta é apenas mais uma. Relembro que ainda no ano passado decidiu afastar Jake “Snake” Paterson e Damien “Dooma” Fahrenfort do painel de comentadores pois eles apostaram em directo uma cerveja que o Parko ia ser beneficiado na nota que ia receber pela onda surfada. Relembro também que o Julio Adler por também dizer o que pensava e ser incómodo para eles foi afastado, leiam aqui a entrevista ... Por fim continuo a achar maravilhoso que o jornalismo surfistico português, continue todo a falar do mesmo e a não dizer nada. Fazem festinhas na ASP, e todos os sites de informação continuam a focar o acordo da GO-PRO com a ASP, mas nenhum tem coragem de meter as garras de fora para proteger os seus, sim os fotógrafos, os video makers e os jornalistas. É triste, mas não há uma voz critica activa! Quando chegar a hora de irem aos bolsos deles... bem aí, provavelmente também se vão ver sozinhos no meio do oceano. É a vida meus caros...

8 comentários:

Rodrigo Gatinho disse...

Há jornalismo surfistico português?

André carvalho disse...

pelo menos há quem se intitule jornalista :)

Palex Ferreira disse...

Do belo, sempre activo e atento .... Belo artigo (mais um!!) Keep ya with da Job!!!

rabbit disse...

ASP egic
E etc... É por estas e por outras ,que muitos surfistas de topo se estão a revoltar, parabéns André

Pedro S disse...

Mainada! Quem "fala" assim não é cego!!

Nuno Lobo disse...

Ok. a ver se compreendi bem o que diz o texto. os fotógrafos dão cobertura aos eventos da ASP. esta não lhes paga por esse trabalho. os jornalistas divulgam os eventos da ASP gratuitamente. É isto? se sim, a solução não me parece dificil. os fotógrafos pura e simplesmente deixam de cobrir campeonatos organizados pela ASP. se esta quiser cobertura, que pague, se não quiser não tem. aparentemente quem mais tem a perder é a ASP que fica sem divulgação gratuita. se isto for realmente assim.

André carvalho disse...

é por aí Nuno, mas há muitos fotógrafos que "correm" o tour e depois vendem o material, assim deixam de o fazer...

Ricardo Luís disse...

Com esta palhaçada toda, abrem o caminho para os "fotógrafos" das borlas... aqueles que pensam que é a exposição às massas que lhes paga a comida e as contas...

Talvez com um boicote a nível mundial pelos media faça a ASP abrir os olhos... Para mim, com a entrada da nova direcção da ASP, o surf de competição entrou na era do corporativismo... já depois de se saber que a Quiksilver andava "enrolada" com a Monsanto no fabrico de roupa, que a Billabong foi comprada por outra corporação qualquer... Esta jogada da ASP poderá er a gota d'água para um cenário onírico que poderá ser a salvação do Surf: o rebentar da bomba e o pessoal ficar completamente farto da competição à lá desporto de massas tipo futebol, ténis e F1, e voltarmos todos às origens... o surfar pelo prazer de surfar, de sentir-se mais perto da natureza, e sentir a obrigação de a proteger, sem pretenciosismos nenhuns de fama... who knows...